quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Um Credo para um Mundo sem AIDS

Proclamamos as Boas Novas do Evangelho: que Deus enviou Jesus Cristo para amar e receber em seu Reino a todas as pessoas que vivem e convivem com HIV/AIDS. O Filho de Deus, como pessoa que foi, padeceu suas próprias dores, e tomou para si as dores do mundo, viveu a experiência de ser discriminado e, por isso, pode acolher, incondicionalmente, seus irmãos e irmãs.

Batizamos, ensinamos e nutrimos pastoralmente os fiéis, independentemente de sua sorologia, seja ela positiva ou negativa, pois viver e conviver com HIV/AIDS não é um castigo de Deus e também não é um motivo para afastá-los da comunhão na Igreja. Incluímos todas as pessoas nos serviços religiosos da comunidade, garantindo-lhes, de forma plena, o livre acesso aos Santos Sacramentos.

Servimos com amor as pessoas necessitadas, procurando escutar suas histórias, levando-lhes consolo, em suas dores, sofrimentos e adversidades do cotidiano, mostrando sempre que existe esperança, mesmo em tempos de HIV/AIDS. A vida de quem vive com HIV/AIDS não está centralizada no vírus e/ou na doença, mas na pessoa, morada do Espírito Santo. Ela deve ser tratada com dignidade, respeito e justiça, com seus direitos assegurados.

Lutamos pela transformação das estruturas sociais injustas, responsáveis pela pandemia de HIV/AIDS no mundo. Denunciamos que a AIDS não é um problema moral ou religioso, mas um problema de saúde pública a ser tratado por toda Sociedade e pelo Governo. Discursos religiosos preconceituosos e discriminatórios em relação às pessoas que vivem e convivem com HIV/AIDS, possibilitam uma maior disseminação da doença por criarem ambientes frágeis e vulneráveis para sua propagação.
Zelamos pela integridade da vida em todas as suas manifestações, independentemente de credo, gênero, orientação sexual, raça/etnia, e classe social, porque apoiamos o uso do preservativo em todas as relações sexuais, o acesso gratuito aos medicamentos para o tratamento da doença e juntamos nossos esforços pela busca de uma vacina eficaz e acessível contra esse vírus. Acreditamos serem pecados contra Deus os discursos e as práticas religiosas que rejeitam a prevenção, e prometem a cura da AIDS através do abandono do tratamento medicamentoso.
Assim afirmamos nossa esperança e compromisso, inspirados na Santíssima Trindade, de que é possível Construirmos um Mundo sem AIDS.
AMÉM!

“Um Credo para um Mundo sem AIDS” foi inspirado nas Cinco Marcas da Missão do Conselho Consultivo Anglicano. (Elaborado para uso na Liturgia do dia 1 de dezembro de 2009)
Autores: Reverendo Arthur Cavalcante da Paróquia Anglicana da Santíssima Trindade na Cidade de São Paulo e Srª Ilcélia A. Soares, leiga da Diocese Anglicana do Recife e ativista em HIV/AIDS