quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Deixe suas cores explodirem

Leonardo Bastos 
Coordenador do Centro de Referência em Direitos Humanos de Prevenção e Combate à Homofobia 
Apesar de parecer meio clichê dizer que somos de várias cores, essa analogia na minha avaliação ainda traduz muito a diversidade que existe dentro de cada um de nós.  Porém, se de certa forma somos coloridos, porque no dia-a-dia o que vemos são pessoas monocromáticas, ou em outras palavras só nas cores preto e branco? 
Ao longo de nossas vidas, nos deparamos com inúmeras possibilidades e experiências, das quais vamos assimilando de forma singular: sensações, sentimentos, sabores e preferências que passam a fazer parte de nós.
Um pouco depois, do que hoje a sociedade chama de “adolescência” começamos a pensar de forma mais concreta, de que forma queremos viver.  Esse nosso “estilo de viver” é expresso pelos nossos comportamentos e atitudes frente a nossa vida e as demais pessoas.
Conforme vamos vivendo a vida, nos deparamos com o controle social sobre a nossa vida e sentimentos. E assim, damos conta do conflito entre o que queremos ser e o que a sociedade em que vivemos nos permitir ser – monocromáticos.
Eis, o nosso grande paradigma em buscar a verdade que existe em nós e expressá-la ao mundo de forma suave e intensa, para que retroalimentemos os nossos sonhos e nosso incomensurável desejo de viver e buscar essas coisas que costumar chamar de “felicidade”!
Iremos conversar nesse espaço sobre temas relacionados à diversidade, dos nossos direitos sociais e humanos, da sua concretização e de como ele chega ao nosso cotidiano.
Leia sem moderação, forte abraço!

CONHEÇA O LINK DA PASTORAL DA DIVERSIDADE SEXUAL CLICANDO AQUI!