sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Dia de Finados em Campo Grande


Rev. Carlos Eduardo B Calvani
Cemitério movimentado na manhã do dia 02 de novembro. Vendedores ambulantes anunciando flores, velas e quadros com imagens religiosas; trânsito tumultuado e guardadores de carro esperando algumas gorjetas; pessoas circulando com vasos de flores, vassouras e baldes para limpar túmulos; entidades religiosas de assistência social pedindo ofertas e doações para asilos, creches, etc; evangélicos em roda cantando “Porque Ele vive, posso crer no amanhã”; um pregador com a Bíblia esbravejando “não busqueis entre os mortos aquele que vive…”; policiais acompanhando os transeuntes a fim de evitar qualquer transtorno…
Assim foi a manhã do dia 02 de novembro no Cemitério central de Campo Grande. A Igreja Católica Romana reservou a Capela no horário das 08:00 às 09:30 para celebrar a missa em memória dos falecidos. Conseguimos reservar o horário seguinte (10:00 às 11:30) para o culto episcopal-anglicano em memória de todos os falecidos.
Não houve ninguém da comunidade presente, além da família do clérigo. Mesmo assim, celebramos a Santa Comunhão acompanhados por pessoas desconhecidas que ali chegaram para orar, levando os nomes de seus entes queridos e solicitando nossas orações. 87 nomes foram escritos e lembrados nas orações, além de outros nomes citados por pessoas que chegaram durante o culto. A celebração durou uma hora e sete minutos. O sermão baseou-se em Jó 1.22 – “nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o Senhor deu; o Senhor tomou; bendito seja o nome do Senhor!”
Ao final, todos foram convidados a retornar no domingo e conhecer a fé cristã conforme a tradição preservada pela Igreja Episcopal Anglicana do Brasil.
Rogamos a Deus que a semente lançada no coração dos que estiveram presentes, frutifique e abençoe a todos.